Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Professoras: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante, Matilde Santos e Sofia Pedrosa

Alunos: Daniel Almeida, Henrique Ferreira, João Rocha e Tomás Antunes

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

sexta-feira, 10 de abril de 2015

À procura do que é mais salutar



É um facto bem visível que, nos dias de hoje, há quem prefira viver no campo e quem opte por viver na cidade, pois ambos têm as suas vantagens e desvantagens.
Na minha opinião, é de facto mais saudável viver num ambiente campestre do que num citadino embora no campo não haja tantos hospitais como na cidade nem outros tipos de serviços que são indispensáveis à vida das pessoas tais como os supermercados, os hospitais, os bancos. Por causa disso, as pessoas são obrigadas em alguns casos a deslocarem-se às grandes cidades e isso implica gastos avultados ora seja com táxis, ora com a gasolina, se a pessoa for no seu próprio carro e ainda há a agravante das compras. No entanto, pode optar pelos transportes públicos, como os autocarros, que são menos dispendiosos e poluem menos o ambiente.
Em contrapartida, o campo é como o paraíso para as pessoas, uma vez que é um espaço calmo, e uma outra vantagem que eu vejo é a proximidade que existe entre as pessoas levando assim à socialização entre as mesmas, enquanto na cidade a vida é vivida de forma muito apressada, levando assim ao stress e a que as pessoas nem conheçam os seus vizinhos.
É por estas e por outras razões que eu acho que o campo tem mais qualidade de vida que a cidade.   
 Joel Ferreira, nº 6, 9º C – Vilarinho

Sem comentários:

Enviar um comentário