Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Professoras: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante, Matilde Santos e Sofia Pedrosa

Alunos: Daniel Almeida, Henrique Ferreira, João Rocha e Tomás Antunes

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

segunda-feira, 4 de maio de 2015

7 Dias com os Media

Entre os dias 3 e 9 deste mês de maio, decorre a terceira edição da Semana «7 dias com os Media», uma iniciativa do Grupo Informal de Literacia para os Media no qual está representada também a Direção-Geral da Educação. 
O desafio lançado aos mais diversificados intervenientes da sociedade foi aceite pelo Clube de Jornalismo e aprovado pelo Conselho Pedagógico. Apesar do início da Operação «7 dias com os Media» se ter verificado ontem 3 de maio, em que se assinalou o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, O Ciclista, apenas hoje publica o primeiro trabalho, devido à comemoração do Dia da Mãe.
As atividades desenvolvidas e em desenvolvimento, pelos alunos do Clube e por outros que quiseram também associar-se a esta iniciativa, são subordinadas ao tema Liberdade de Expressão.
A Equipa d’O Ciclista

A importância da liberdade

Nunca é fácil falar de liberdade, mas consegui-la foi, ao longo dos tempos, ainda mais difícil.
Conceito, ideia abstrata ou será, apenas, mais uma palavra?
A meu ver, liberdade é muito mais do que uma palavra.
A liberdade consiste em nunca fazer o que não se quer ou, no seu sentido mais elementar, significa a ausência de controlos externos sobre atos de indivíduos ou mesmo de grupos. Poder-se-ia dizer que se trata até de um conceito negativo, pois a liberdade, por si só, não confere valor a uma comunidade seja ela de que tipo for.
Eu não nasci com fome de ser livre. Eu nasci livre! Livre em todos os aspetos que conhecia e em todos aqueles que fui conhecendo. Mas não há qualquer dúvida de que a liberdade acarreta consigo a responsabilidade. Por isso, deve-se ter em conta que "depois de se subir uma montanha alta, encontram-se outras montanhas para subir". Isto também poderá querer dizer que a liberdade é um vício e que sem ela nós não conseguiríamos viver.
Há diferentes tipos de liberdade humana, contudo, a liberdade da vontade humana é um pouco mais complexa, dado que existe uma relação entre a sensação de desejar alguma coisa e a própria liberdade. Schopenhauer, um filósofo alemão do século XIX, disse que "O homem pode fazer aquilo que quer, mas não pode querer o que quer."
Em conclusão, a liberdade é algo indispensável para a obtenção de muitas coisas valiosas que partem dos impulsos, dos desejos e das crenças daqueles que desfrutam dessa mesma liberdade.
A liberdade é tão necessária para a obtenção de tantas coisas, no entanto, corre frequentemente o risco de nos ser facilmente retirada!
Beatriz Almeida, nº 7, 9º E / O Ciclista


Sem comentários:

Enviar um comentário