Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

domingo, 13 de outubro de 2013

O abandono de animais

Os animais são um ser vivo e não devem ser abandonados, têm de ser sim respeitados pelas pessoas, porque também têm sentimentos.
Os animais abandonados passam fome, ficam ao frio, sem ninguém que lhes dê carinho, que brinque com eles e lhes dê um lugar sossegado para dormir e ficam assim perdidos.
Em Portugal, mais de 10.000 animais são abandonados anualmente. Muitos encontram a morte nos canis camarários e outros acabam por morrer à fome ou nas estradas, enquanto vagueiam pelas ruas em busca de alimentos e de abrigo. Quando abandonados, os animais sofrem todo o género de maus tratos, ficando igualmente sujeitos a contrair doenças. Para além do sofrimento infligido ao animal, o abandono é, portanto, um risco para a saúde pública.
Os animais são sensíveis e não são brinquedos. Um animal deve ser assim desejado pelo dono e bem aceite pelos restantes membros da família.


Sandra Cristiana Lopes Duarte. Nº 21, 9º A

Sem comentários:

Enviar um comentário