Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

domingo, 27 de outubro de 2013

A ilha de festa

Era uma vez uma menina chamada Lia, que vivia numa ilha chamada Festa. Inicialmente, nesta ilha, viviam poucas pessoas. Como tal, os dias delas não tinham nenhuma alegria, eram todos cinzentos e aborrecidos.
Certo dia, as pessoas começaram a decorar a ilha, a construir edifícios de várias cores, tornando-a assim colorida e mais alegre. As pessoas que lá viviam começaram, então, a ficar mais felizes só de verem o que as rodeava, e já todos se tinham esquecido das cores escuras e melancólicas de antigamente.
Voltando à Lia. Ela, um dia, decidiu ir à biblioteca da ilha e viu lá um livro que falava sobre animais que havia na ilha de Festa. A última frase do livro dizia que na ilha infelizmente não havia animais de estimação. Ela não sabia o que aquilo queria dizer.
- O que é que será que quer dizer “animais de estimação”? – indagou ela para com os seus botões.
Entretanto, certa tarde, bateram-lhe à porta. Ela abriu e viu no chão uma caixa cinzenta. A jovem não sabia o que havia de fazer: se abri-la ou não. Decidiu, então, chamar os amigos para eles verem e lhe darem uma ajuda na sua decisão, mas eles também não sabiam o que fazer. De repente, da caixa saltou uma criatura branca a produzir um som estranho:
- Miau!
Lia, por sua vez, abriu o livro que tinha trazido da biblioteca e viu uma imagem igualzinha à criatura que estava mesmo diante dos seus olhos e, nesse momento, percebeu que estava diante de uma animal doméstico, um gato, que iria necessitar de todo o seu carinho e cuidados.
A partir desse dia, houve mais um motivo de alegria em casa da Lia.



Anastasiya Grachova, 8º E

Sem comentários:

Enviar um comentário