Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Atividades realizadas pelos alunos com Currículo Específico Individual dos 2.º e 3.º ciclos e Ensino secundário



Este ano letivo, os alunos de currículo específico individual, do Agrupamento de Escolas de Anadia, do 2.º, 3.º ciclos e secundário, das Escolas Básica e Secundária de Anadia e Básica de Vilarinho do Bairro acompanhados pelas docentes de Educação Especial e das assistentes operacionais, que usualmente os acompanham, realizaram duas visitas de estudo.
No dia 9 de março deslocaram-se a Pombal e a Montemor-o-Velho. Em Pombal visitaram as fábricas da Sumol/Compal e da Cuétara. Foi-lhes permitido ver o funcionamento das fábricas e observar a produção dos seus produtos. No final ainda foram agraciados com um pequeno presente, uma pequena amostra dos seus produtos. Em Montemor-o-Velho visitaram o Castelo. Neste, tiveram direito a um guia, facultado pela Câmara Municipal local, o qual contou a história do castelo e várias lendas que lhe estão associadas.
No dia 18 de maio, estes mesmos alunos, visitaram o projeto “Parque Biológico da Serra da Lousã”, o qual resulta de uma parceria entre a Fundação ADFP e o Município de Miranda do Corvo.
Os discentes foram conhecer a fauna e a flora existentes no parque, as quais são constituídas essencialmente por espécies existentes em todo o país. Entre os animais observados destacaram-se o lince, a ursa “Berta”, os lobos e os veados. Observaram e alimentaram os animais da Quinta Pedagógica. O ponto alto da visita foi, para a maioria de todos aqueles que fizeram esta visita, alunos e não só, o pequeno passeio a cavalo. Apesar do receio inicial, com a ajuda dos monitores do parque e uns dos outros, conseguiram vencer as dificuldades e ultrapassar as barreiras.
Foram experiências diferentes, que permitiram novas aprendizagens e muitas alegrias. A repetir, com toda a certeza!…
A atividade Crescer Reciclando - CR - Tem como principal objetivo funcionar como um complemento ao currículo dos alunos, construindo algo que ajude a integrar os jovens com necessidades educativas especiais, promovendo atividades que lhes permitam "crescer" quer em termos de conhecimentos e ritmo de trabalho, quer em termos de atitudes e responsabilidade.
Esta atividade tenta contribuir para que a comunidade escolar respeite a Natureza.
Ao longo do ano letivo esta atividade foi procurou mudar as mentalidades, alterar os hábitos no que respeita à separação e recolha de lixo, participar em campanhas de sensibilização manifestando atitudes de respeito face à Natureza, fazer papel reciclado e briquetes e criar trabalhos a partir de materiais reutilizados e reciclados.
Objetivos específicos
  • ­       compreender a necessidade da reciclagem do papel;
  • ­       aplicar os conceitos de "Reduzir", "Reutilizar" e "Reciclar";
  • ­       adquirir a noção de equilíbrio ecológico;
  • ­       racionalizar os recursos naturais que são esgotáveis;
  • ­       participar em campanhas de sensibilização;
  • ­       criar atitudes de respeito face à Natureza;
  • ­       criar hábitos na comunidade escolar de separação e recolha seletiva de lixo;
  • ­       sensibilizar para a proteção da Natureza;
  • ­       conhecer técnicas de reciclagem do papel;
  • ­       aprender a fazer "coisas novas" a partir de "coisas velhas".

Na Feira do Ambiente de Anadia, estes alunos mostraram o fruto do seu trabalho: briquetes, que foram sendo construídos ao longo do ano letivo, desenvolvendo para além do espírito ecológico e da política dos 3R’s, a própria motricidade fina.
Em 2007 o Parque Biológico da Serra da Lousã obteve o 1.º Prémio no Concurso Nacional para o European Enterprise Awards (Prémio Internacional de Empreendedorismo), na Categoria de Investimento Humano, atribuído pelo Ministério da Economia / IAPMEI.
É um projeto que pretende ser sustentável em termos económicos e ambientais e que aposta na coesão social. O objetivo é criar emprego e atividades ocupacionais para pessoas vítimas de exclusão, desempregados de longa duração, deficientes ou doentes crónicos, integrando, promovendo a igualdade e a dignidade humana, incentivando a biofilia e a paixão pela natureza.
A Fundação ADFP está ainda a desenvolver o projeto “≠ = Mente” visando a integração da pessoa com doença mental grave, para o qual, o meio natural da Quinta da Paiva, associado aos animais do Parque Biológico da Serra da Lousã, cria um ambiente protegido, naturalmente integrado. Os trabalhos realizados no Museu Vivo de Artes e Ofícios Tradicionais (olaria, tapeçaria, cestaria e vime) são oportunidades de integração de pessoas com diversos tipos de deficiência ou doença crónica.
O Centro Hípico, para além de uma atividade lúdica e desportiva, gera postos de trabalho no tratamento de cavalos, promove a hipoterapia e a equitação adaptada. A prova de sucesso é um cavaleiro deste Centro Hípico ter representado Portugal em Atenas em 2004, a primeira representação nacional em provas equestres nos jogos paralímpicos. Nós experimentámos esta valência e adorámos.
Os alunos divertiram-se, aprofundaram a biofilia, apaixonar-se pela natureza, aprendendo a valorizar o ambiente, como apoiar um projeto que integra trabalhadores deficientes, associando a ecobiótica a fins terapêuticos como a hipoterapia com portadores de deficiência e a terapia ocupacional com pessoas com doença mental.  www.fundacao.adfp.pt.

Paula Gonçalves de Almeida

Sem comentários:

Enviar um comentário