Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

quinta-feira, 6 de abril de 2017

E se os animais falassem?



Há algum tempo, sonhei que estava a ver televisão e estava a dar uma reportagem sobre a vida animal. Momentos depois, cansei-me e fui ter com a minha cadela.
Nesse dia, eu estava um pouco aborrecida, porque não tinha com quem falar. Então, comecei  a falar com a minha cadela, a Jeny. Mas, como é óbvio, ela não me respondia. Sendo assim, comecei a imaginar como seria o mundo se os animais falassem e, de repente, ouvi uma voz. Primeiro, pensei que era a minha vizinha, mas não estava ninguém na rua. Depois, pensei que, como eu estava tão aborrecida, a minha mente tinha inventado uma voz para não me sentir tão sozinha. De seguida, olhei para a minha cadela e perguntei, até em voz alta:
 -Será que eu estou a ficar maluca?!

Mas eu já sabia que não ia ter resposta. Contudo, não foi bem assim, pois ela respondeu-me. Num primeiro momento, assustei-me, mas depois lá relaxei e decidi conversar com ela.
 Falámos a tarde toda. Comecei assim a perceber o que ela sentia e o que não gostava. Finalmente, tinha uma amiga que eu sabia que era de confiança, a quem realmente podia contar os meus segredos. Tinha, pois, a certeza que ela não os iria contar a ninguém!
 De repente, quando dei por mim, já era noite e a minha mãe estava a chamar-me para ir comer. Quando acabei, voltei para ao pé da minha querida cadela, mas ela já nada me dizia. Não percebi bem o que tinha acontecido, só sei que tinha sido um momento muito agradável que eu tinha vivido com ela.
 Só espero assim que, um dia, a ciência evolua e que os animais falem.
 Ah! Como eu gostaria muito que isso acontecesse de verdade!
Joana Alfaiate, n.º 13, 7.º F

Sem comentários:

Enviar um comentário