Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

sábado, 17 de dezembro de 2016

“Segurança Infantil no Concelho de Anadia – Observação da criança no transporte automóvel”



Vários indicadores nacionais e internacionais relacionados com os acidentes rodoviários referem que estes ocupam o primeiro lugar nas causas de morte e incapacidade temporária e permanente em crianças e jovens. Reduzir o risco rodoviário exige uma aprendizagem sustentada em aspetos de conduta que suportam práticas de responsabilidade e consciência cívica. A educação rodoviária assume-se, assim, como um processo de formação ao longo da vida, que envolve a escola, as famílias e os parceiros da comunidade educativa e se concretiza numa vivência diária, implicando estratégias de ação adequadas às características de cada contexto educativo.

Neste sentido, emergiu a vontade e motivação de abordagem desta temática: “Segurança Infantil no Concelho de Anadia e observação da criança no transporte automóvel. Na procura de constatar a frequência do uso de Sistema de Retenção para Crianças (SRC), e se estes são usado adequadamente pelos pais/cuidadores no transporte da criança.
Como é sabido um acidente pode acontecer a altas ou baixas velocidades, num grande ou pequeno percurso, dentro ou fora das localidades por isso, é importante o uso dos SRC em todos os momentos e as questões relativas à segurança devem sempre ser salvaguardadas.
A promoção da segurança ao longo de todo o ciclo de vida e a prevenção dos acidentes, especificamente com crianças e jovens, são uma prioridade, pelo que a Direção Geral de Saúde e a Guarda Nacional Republicana (GNR) tem promovido várias iniciativas neste âmbito. No Concelho de Anadia esta iniciativas tem tido no terreno a UCC Anadia e Escola Segura (GNR).
 De realçar: A criança não é um adulto em miniatura, o seu corpo encontra-se ainda em desenvolvimento. Nas crianças pequenas, a combinação de uma cabeça grande e pesada em relação ao resto do corpo, com um pescoço e coluna vertebral demasiado frágeis, podem não suportar a força produzida numa colisão, por isso é preciso ter especial atenção quando transportada no automóvel, esta realidade torna-se mais evidente, quanto mais pequena é a criança. Pelo que o transporte deve ser feito em SRC adequados à sua idade, contribuindo assim, a sua correta utilização para a redução do risco de lesões graves em caso de acidente. Contribuir para a divulgação de normas e recomendações que possibilitem o transporte seguro da criança é a finalidade desta iniciativa, decorrentes da identificação de fatores de adequação/desadequação no transporte rodoviário infantil.
Principais erros detetados:
­      Criança a sair pelo lado da faixa de rodagem e não pelo passeio,
­      SRC desadequado, idade/altura; SRC não homologado e/ou sem apoio de cabeça.
­      Crianças com cintos não ajustados e/ou solto, tira do cinto muito alta e não assente diretamente no ombro da criança, tira do cinto que deve passar sobre o ombro da criança passar debaixo do braço.
­      Criança transportada no banco da frente, sem ter altura/idade adequada
­      Uso de mochilas nas costas durante o transporte
­      Pais muito apressados na hora de ponta, sujeitando crianças a mais riscos.
A redução do número de acidentes de trânsito e consequentemente o colmatar das consequências que daí advêm, principalmente quando envolvem crianças, representa um desafio para toda a sociedade, daí a importância deste tipo de ações.
 Silvana Marques, Coordenadora da UCC Anadia
Unidade de Cuidados na Comunidade de Anadia
ACES Baixo Vouga
Morada: Avenida Eng. Tavares da Silva
3780-203 Anadia
Tel.: 231 519 609; Telefax: 231 515 021, Telm: 912 507 285

Sem comentários:

Enviar um comentário