Equipa d´O Ciclista

Clube de Jornalismo O Ciclista:

Coordenação: Dra. Graça Matos e Dra. Sara Castela

Alunas: Adriana Matos, Ana Neta, Beatriz Agante e Matilde Santos

Alunos: André Castro, Henrique Ferreira

Dra. Miquelina Melo – Membro Honorário

Endereço de correio eletrónico - cj.eb23anadia@gmail.com

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Feriado de 5 de outubro: celebrações de acordo com os ideais e as ideias!



Dia do Professor, Dia do nascimento de Portugal ou Dia da Implantação da República Portuguesa?
O feriado de hoje pode ser celebrado de três modos possíveis, de acordo com os ideais de cada um. Até se pode fazer “dois em um”!
Iniciamos a nossa “ronda” pela possível celebração mais antiga, uma vez que é o 874.º aniversário do nascimento de Portugal, ocorrido aquando da assinatura do Tratado de Zamora. Relembramos a importância deste Diploma, que foi o culminar da conferência de paz entre o nosso rei, D. Afonso Henriques, e o seu primo, D. Afonso VII, rei de Leão e Castela. A assinatura, celebrada a 5 de outubro de 1143, confere a esta data a independência de Portugal e o início da dinastia afonsina.
Os simpatizantes da causa monárquica celebram, neste dia e por este motivo, o nascimento do Reino de Portugal.
A segunda, a razão oficial que torna este dia num feriado nacional, ocorreu em 1910. Reportamo-nos à implantação da República, em Portugal, resultado da revolução organizada pelo Partido Republicano Português. Iniciada a 2 de outubro, a destituição da monarquia constitucional foi concluída na madrugada do dia 5 de outubro de 1910, com a consequente implantação do regime republicano em Portugal.
Finalmente, em 1994, a UNESCO criou o Dia do Professor com o objetivo de promover todos quantos escolheram a arte de ensinar.
Em muitos países, o Dia do Professor é destinado a comemorações que exaltam o seu papel na sociedade. Há países que vão mais longe e decretaram feriado para celebrarem o papel especial dos professores.
Enaltecer o Professor com um dia, apesar de em Portugal este ser ofuscado pela celebração da Independência, é fazer jus à sua dignidade e à sua importância enquanto pilar na construção de toda a sociedade.
Graça Matos, O Ciclista

Sem comentários:

Enviar um comentário